Corpo de Bombeiros colabora para o desenvolvimento do projeto quelônio no Alto Juruá

Publicado em 10/11/2017 - 00:29

(Foto: Divulgação CBMAC)

Entre as muitas atividades desenvolvidas pelo Corpo de Bombeiros do Estado do Acre, a preservação ambiental também é uma das prioridades. Exemplo disso é a participação da corporação em todas as etapas do projeto Quelônio do Juruá, que atua na conservação das espécies de tartarugas, tracajás e iaçás na região do Vale do Juruá.

O projeto é desenvolvido pela organização não governamental S.O.S Amazônia há 15 anos, com parceria de diversas instituições, como o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e agora também com o apoio da equipe de campo e logística do Corpo de Bombeiros do Acre.

O Corpo de Bombeiros realizou este ano o trabalho de educação ambiental com os ribeirinhos da região do Juruá, orientando acerca do manuseio, logística e soltura dos quelônios.

O capitão Rômulo Barros, comandante do 4º Batalhão de Educação, Proteção e Combate a Incêndio Florestal, em Cruzeiro do Sul, explica que a colaboração dos moradores da região é fundamental para o sucesso do projeto.

“Os ribeirinhos são os maiores colaboradores, pois se propõe a participar das ações de instrução, conscientização e preservação da fauna. Após o treinamento, eles monitoram os ovos, cuidando em todo o processo até o período ideal para soltura dos filhotes” destaca o comandante.

O corpo de bombeiros faz a entrega de materiais necessários para que os colaboradores manuseiem os quelônios de forma correta. Os que se propõe a ajudar ficam responsáveis por fazerem também o monitoramento das praias.

Soltura dos filhotes

O projeto Quelônios do Juruá é desenvolvido pela organização não governamental S.O.S Amazônia há 15 anos (Foto: Divulgação CBMAC)

Os quelônios, ou testudines, são nomes que agrupam todas as formas de tartarugas identificadas no mundo. No Acre é feito o trabalho com três espécies, que contribuem para o equilíbrio ecológico da região.

O ápice do projeto é a soltura dos tracajás, iaçás e tartarugas, ainda filhotes. No último fim de semana, dias 3, 4 e 5, equipes da S.O.S. Amazônia e Bombeiros se uniram aos moradores, de 8 comunidades dos municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, para realizar a soltura de mais de mil quelônios.

“Trabalhamos há vários anos conscientizando sobre a preservação ambiental no intuito de que ela seja repassada dos pais para os filhos. Sabemos que, embora os resultados só apareçam futuramente, serão contínuos e duradouros”, enfatiza o comandante do 4º Batalhão, Rômulo Barros.

Por Fhaidy Acosta

Fonte agencia.ac.gov.br

Comentários