Prefeita Socorro Neri abre curso de formação e consolidação do programa Liga Pela Paz em Rio Branco

Publicado em 10/04/2018 - 02:14

A prefeita Socorro Neri abriu nesta segunda-feira, 9, o curso de sensibilização do programa Liga Pela Paz, destinado a educadores, gestores e coordenadores pedagógicos e que visa a renovação e consolidação da Cultura de Paz e Inteligência Emocional na educação pública municipal. A cerimônia ocorreu no Teatro Plácido de Castro e contou com a presença de gestores da educação, como Vômea Araújo, presidente do Conselho Municipal de Educação; Charlene Carvalho, presidente do Colegiado de Diretores de Escolas Públicas de Rio Branco (CODEP); a ex-deputada federal Perpétua Almeida e o comandante do Policiamento Escolar, tenente-coronel Douglas Thomas, entre outros.
O lançamento do programa Liga Pela Paz foi o primeiro ato oficial como prefeita de Rio Branco. Doutora em educação e com uma trajetória profissional voltada para a docência, Socorro Neri fez questão de abrir com uma ação educacional a série de agendas oficiais. Ela assumiu o cargo no último fim de semana com a desincompatibilização de Marcus Alexandre, que deixou o cargo de prefeito para concorrer ao Governo do Estado nas próximas eleições. Socorro foi recebida pelo secretário de Educação de Rio Branco, Márcio Batista, e agradeceu a todos pelo compromisso demonstrado com o programa que se mantém há seis anos na grade curricular da Secretaria Municipal de Educação (SEME) e atende diretamente mais de 10.000 estudantes com a participação de 400 educadores. “A inteligência emocional deve ser contemplada e enfatizada no currículo escolar da mesma forma como as demais dimensões da inteligência” disse.
O programa Liga Pela Paz é uma iniciativa da Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a organização Inteligência Relacional. O curso de sensibilização ocorrerá entre os dias 10 e 13 de abril. “Esta é uma ação da qual estou totalmente convencida de sua importância. Entre as tantas marcas da gestão do Marcus Alexandre, a educação é uma das mais importantes. Os investimentos em creches e a contratação de inúmeros docentes, ficará impresso na história”. disse Socorro Neri, que foi homenageada por gestores educacionais.
A cerimônia de abertura foi também um momento de sensibilização que incluiu palestra com o fundador e orientador de conteúdos da Inteligência Relacional, o professor João Roberto de Araújo. Ele tratou sobre o desenvolvimento da Inteligência Emocional, destacando como as emoções governam o comportamento humano, promovem bem-estar e, também, dor e sofrimento e ainda está na base da paz e da violência. Duas gestoras, Janaína Brito, da Escola Anice Dib Jatene, e Fernanda Souza, do Centro de Educação Infantil Olindina Bezerra da Costa, deram seus depoimentos acerca dos resultados do programa nas escolas que dirigem.
O secretário Márcio Batista destacou que há vários anos é traçada uma nova política de aprimoramento do ambiente escolar, que acabou por projetar a cidade, com determinação e esforço do ex-prefeito Marcus Alexandre, como a 3ª capital brasileira no ranking das capitais que proporcionam o melhor ambiente de oportunidades educacionais, e a 5ª com o maior Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).  Para Batista, a compreensão sobre a educação como um processo amplo, rico e que envolve elementos da ação humana é que faz o diferencial na orientação pedagógica de Rio Branco. “O programa mostra que a emoção não fica do lado de fora dos portões da escola”, disse o secretário.
O palestrante João Roberto avaliou positivamente mais esta etapa do programa, agradeceu à prefeita e ao secretário Márcio Batista pelo compromisso demonstrado com a educação e reafirmou as bases da Liga Pela Paz. “Apesar da dimensão material ser importante, o programa contribui para a realização do difícil desafio de ser feliz”, afirmou o professor João Roberto.
Educação de Rio Branco é pioneira em inteligência emocional
A formação acontecerá em dias e horários distintos, de acordo com cada série de ensino, nos auditórios da Prefeitura, da Biblioteca Pública e da Secretaria de Educação. A Prefeitura Municipal de Rio Branco tem sido pioneira com a implantação da educação socioemocional nas escolas, que só agora, no ano de 2017, foi inserida na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em três das dez diretrizes vigentes.
Ao longo de cinco anos de implantação, questionários validados pelo Conselho Federal de Psicologia e Literatura Psicométrica mostram que 74% dos alunos melhoraram suas habilidades de relacionamento, ou seja, os educandos estão mais comunicativos, empáticos e carinhosos, o que contribui para a melhoria da convivência; e 71% aumentaram as habilidades assertivas, com educandos menos violentos consigo e com os outros na hora de comunicar suas necessidades, auxiliando na prevenção de comportamentos violentos e do bullying.
O que é Educação Emocional e Social?
A Educação Emocional e Social é um processo educativo, regular e permanente, que busca desenvolver consciência, autonomia e regulação emocional. Com ela evitam-se situações de estresse, uso e abuso de álcool e drogas, depressão e violência por meio do desenvolvimento da concentração, da tolerância, da autoestima, do aprendizado de competências emocionais e habilidades para solução de conflitos. Tudo isso gera melhoria da relação com o outro e, consequentemente, uma sociedade mais pacífica e voltada para uma Cultura de Paz.
Da Assessoria
Fotos Fagner Delgado/DECOM

Comentários