Governo leva cidadania às escolas com emissão de primeiro RG

Publicado em 03/05/2018 - 23:49

O governo do Estado, por meio da Central de Serviços Públicos (OCA) e o Instituto de Identificação da Polícia Civil, em parceria com a Prefeitura de Rio Branco, realizou nesta quinta feira, 3, atendimento às crianças da Escola Municipal Dom Giocondo Maria Grotti, a fim de colher informações biométricas para a retirada do primeiro RG.

Crianças são atendidas em escolas para colher as impressões biométricas da primeira RG (Foto: Alexandre Noronha)

A ação faz parte do projeto OCA Móvel e se estende até esta sexta feira, 4. O projeto OCA Móvel tem por finalidade levar serviços de cidadania à pessoas com dificuldade de locomoção. Este ano, porém, a direção da Central, juntamente, com os órgãos parceiros, deve ampliar esses serviços para as escolas de ensino infantil.

A secretária da Gestão Administrativa, Sawana Carvalho, destaca que a missão do governo é garantir um bom serviço à população. “Estamos mantendo com eficiência o atendimento à comunidade, seja na central ou nos atendimentos itinerantes. Hoje foi um exemplo dessa dedicação em que a OCA Móvel chegou a esses alunos na escola Dom Giocondo, uma ação de muita importância para o atendimento diferenciado às nossas crianças, levando cidadania à população dentro do seu bairro”, pontuou a secretária.

Já a diretora da OCA, Margareth Cavalcante, destaca que a meta desta ação, é alcançar cerca de 400 alunos. “Esta é a segunda ação do ano. A equipe se dirige até a escola para a realização do processo de coleta de dados para emissão do Registro Geral (RG) em crianças do ensino fundamental. Além das escolas Afonso Pinto e Dom Giocondo, iremos atender em mais outras duas instituições de ensino, para que possamos alcançar uma média de 400 alunos com seus RGs entregues”, explicou.

De acordo com o diretor do Instituto de Identificação da Polícia Civil, Sandro Rodrigues, o trabalho conjunto entre as instituições possibilita alcançar um número maior de pessoas. “Estamos sempre auxiliando com capacitações dos técnicos até as doações de equipamentos, como ocorreu no mês passado, quando entregamos um kit para coleta de identificação biométrica móvel.”

Mais comodidade

Euzamar Oliveira, que acompanhou o neto durante a coleta de dados biométricos para a emissão do RG, destacou a comodidade do serviço. “Isso facilitou minha vida, pois, como moro nas redondezas da escola, não gastei com transporte para ir à Central”, declarou.

Para a dona de casa Ane Kelly, que tem uma filha de seis anos estudante da escola Dom Giocondo, a iniciativa foi ideal não só para ela, mas para todos os pais que não têm tempo de ir à Central solicitar o RG dos filhos. “Além de facilitar o acesso, vou receber o documento em uma semana. Antes, esse prazo para pegar a RG era de meses”, comentou.

Por Marcelo Torres

 

Comentários