Quero Ler emociona em Cruzeiro do Sul e Marechal Thaumaturgo; dois mil alfabetizados pelo governo

Publicado em 22/04/2018 - 02:12

Desde cursar direito até ser governadora do Acre são alguns dos sonhos dos senhores e senhoras que aprendem a ler e escrever com o programa Quero Ler. Por meio desse projeto, o governo do Estado retoma os sonhos e a dignidade de mais de 60 mil famílias em todo o estado.

Nesta quinta-feira e sexta-feira, 19 e 20, o governador Tião Viana realizou a formatura de mais de dois mil alunos em Marechal Thaumaturgo e Cruzeiro do Sul. Momentos de muita emoção e esperança por um estado que acredita na educação e em sua gente.

“Logo vamos proclamar o fim do analfabetismo no Acre a partir de setembro. Agora o esforço nosso é a luta para tentarmos formar mil turmas a partir do segundo semestre para a educação continuada, a fim de que eles possam ter o avanço e levar os seus estudos adiante”, afirmou o governador.

Cerca de 51 mil pessoas já foram alfabetizadas. Hoje, em Cruzeiro do Sul foram formadas 1200 pessoas (Foto: Sérgio Vale/Secom)

A meta de zerar o analfabetismo, criada em 2014 por Tião Viana, está sendo cumprida. A partir de agora, os alunos formados deverão seguir duas novas etapas, seja no Ensino de Jovens e Adultos (EJA), ou complementando o ensino no próprio Quero Ler. “É assim que a gente luta, de mãos dadas, com confiança e fazendo o melhor pelas pessoas, cumprindo a função pública e acreditando nelas”, disse o governador.

“Eu mudei muito, não sabia de nada e hoje em dia eu já sei escrever e fazer meu nome. Quando eu ia fazer um trabalho e tinha que colocar meu dedo, dava um desgosto muito grande, mas hoje não sinto mais isso”, declara a formanda Maria Alves, moradora do bairro Miritizal de Cruzeiro do Sul. Ela e outros 1.200 companheiros encheram o Teatro Náuas para celebrar esse novo momento em suas vidas.

Ainda em Cruzeiro do Sul, o aluno Wanderley Alencar expressou seu agradecimento ao trabalho que tem contribuído tanto para seu futuro. “Se não fosse nosso governador, eu não saberia fazer meu nome. Ficava muito envergonhado chegar no público e não assinar meu nome. Agora quero continuar meus estudos, vou continuar pelo EJA e daqui para frente é buscar um trabalho”, afirmou.

Cerca de 51 mil pessoas já foram alfabetizadas. Hoje, em Cruzeiro do Sul foram formadas 1200 pessoas (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Na quinta-feira, em Marechal Thaumaturgo, um dos momentos de grande alegria foi a formanda Itemar Bezerra declamar um pequeno poema popular que escreveu com as próprias mãos: “‘Escrevi seu belo nome na palma da minha mão, passou o pássaro e disse: escreve em teu coração’. Agora eu me sinto bem, porque quero aprender mais e mais!”.

O coordenador do programa, Evaldo Viana, destacou a importância das ações de educação realizadas em Marechal Thaumaturgo, que vão além do Quero Ler. “Aqui a educação tem muito a comemorar, pois aqui tem obras da educação que são feitas constantemente, como reforma de escolas, construção de salas na zona rural para atender o Asas da Florestania, a ampliação da Escola Elvira Ferreira. Há ainda outras ações como o envio de materiais e merenda às comunidades mais longínquas e o atendimento às comunidade indígenas”, afirmou.

Realizando o programa

O Quero Ler é executado desde o último ano com um investimento de R$ 42 milhões do governo do Estado, com apoio do Banco Mundial. Já foram alfabetizadas cerca de 51 mil pessoas até o momento, e para a próxima etapa, o governo busca o investimento de mais R$ 15 milhões no EJA, dando continuidade ao aprendizado.

Com este grande avanço na educação acreana, o programa já começa a ser analisado por universidades do estado. Evaldo reforça que o Quero Ler está sendo feito com base nas Diretrizes Curriculares para Educação de Jovens e Adultos, com foco na continuidade no sistema de ensino.

O que disseram

“O Quero Ler é o programa que resgata a dignidade das pessoas. A dignidade da pessoa humana está no centro de todo direito e garantia fundamental de cada cidadão e cidadã desse nosso país.” – Daniel Zen, deputado estadual

“Após 20 anos de vida política, o governador Tião Viana está deixando um legado que deverá passar muitos anos até ser alcançado por outro político, desde a criação da Faculdade de Medicina, do combate à malária e hepatite, até o Quero Ler. Esse programa é de vocês, conhecimento é para a vida toda.” – Lourival Marques, deputado estadual

“Tião, esse teu gesto com o programa Quero Ler é de amor por aqueles que mais precisam da leitura e de ter uma vida melhor.” – César Messias, deputado federal

Por Arison Jardim
agencia.ac.gov.br

Comentários