Obras na penitenciária do Juruá seguem em ritmo acelerado

Publicado em 25/03/2018 - 23:29

.O governo do Acre investe R$ 7,7 milhões na ampliação e reforma da unidade penitenciária Manoel Neri, situada em Cruzeiro do Sul, o que vai resultar em 400 novas vagas no sistema.

Estão sendo construidos dois blocos de vivência coletiva, com celas no padrão do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), cinco guaritas elevadas, uma guarita de controle de acesso, cercas em metal para isolamento do presídio, uma escola, um bloco para a realização de oficinas de capacitação, além de um novo alojamento para os agentes.

Obras nas unidades estaduais abrirão mais de 2 mil vagas no Sistema Penitenciário (Foto: Andrey Santana/Secom).

O secretário de Segurança Pública do Acre, Emylson Farias, inspecionou o andamento das obras na sexta-feira, 23.

“O Acre avança a passos largos, investindo um total de R$ 40 milhões no sistema penitenciário, avançando muito na infraestrutura na área de segurança para que os profissionais tenham condições e dignidade para trabalhar, com alojamentos e qualificação para que na hora da crise tenhamos condições de responder à altura, mas também oportunizando para aqueles que cometeram um crime mas querem se ressocializar”, ressaltou o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias.

Novo momento

Coordenadas pelo Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) e com a supervisão técnica da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras Públicas (Seop), o serviço de ampliação das antigas e construção de novas unidades é realizado em todos os sete presídios do Acre existentes em seis cidades. A medida é fruto da luta do governador Tião Viana na defesa da utilização dos recursos do Fundo Penitenciário Nacional.

Reestruturação das penitenciárias segue diretrizes e padrões do Departamento Penitenciário Nacional (Foto: Andrey Santana/Secom)

Ao todo, serão abertas novas 2.226 vagas nas unidades do Estado, acabando com a superlotação e zerando o déficit carcerário. Para o diretor-presidente do Iapen, Aberson Carvalho, esse é um momento único na história do Sistema Penitenciário acreano. “Esse é um momento inédito, nunca o Estado do Acre investiu tanto na reestruturação de todo o sistema. Estamos com obras em todas as unidades e criando um ambiente mais propício para a reintegração social dos apenados. Paralelo a isso, estamos treinando as equipes para esse novo momento”, disse.

Qualificação e treinamento

Um grupo de profissionais da Unidade Manoel Neri participam do Estágio de Intervenção Prisional para entrada rápida e tomada de controle em ambiente fechado. Com duração de 15 dias, a capacitação é ofertada a 16 agentes penitenciários ao longo de 120 horas de treinamento.

“Hoje estamos tendo o privilégio de estar realizando esse estágio e especializar esse pessoal aqui em Cruzeiro do Sul. O governo tem apoiado muito na capacitação dos agentes penitenciários, para com isso trazer mais segurança dentro da estrutura em casos de motins e rebeliões”, explica o agente e instrutor do Iapen, Alexandre Max Pereira.

Comentários